PRINCIPAL ASSOCIADOS FILIE-SE GUIA DE SERVIÇOS CONTATOS
»
  Histórico
»
  Diretoria
»
  Missão e Visão
»
  Sede
»
  Associados
»
  Parceiros Estratégicos
»
  Como se associar
»
  Sala / Auditório
»
  Consultoria Técnico-Ambiental
»
  Consultoria Jurídica
»
  Apoio ao Associado
»
  Informe Jurídico - FIEB
»
  Invista em Feira
»
  Estatísticas
»
  Orgãos e Entidades
»
  Legislação
»
  Oportunidades:
    ----Vagas / Estágios
»
  Calendário 2016
»
  Links Úteis
»
  Guia de Serviços
»
  Guia da Indústria
»
  Apoio ao Investidor
»
  Arquivos Anteriores
»
  Cursos Disponíveis
»
  Cursos Realizados
»
  Programação de Eventos
»
  Eventos Realizados
»
  Avenida Getúlio Vargas
»
  Avenida Maria Quitéria
»
  Avenida Presidente Dutra
»
  Feira Palace Hotel
»
  Igreja Senhor dos Passos
»
  Mercado de Arte Popular
»
  Prefeitura Municipal de Feira de Santana
»
  Reunião no CIFS com o Sec de Indústria, Comércio e Mineração James Correia
»
  Indústrias BR 324
»
  Indústrias São Gonçalo
»
  Indústrias Tomba
Visitas Hoje
 
 


» ABSENTEÍSMO: Controlar somente não é tudo, é preciso pesquisar as causas!

Absenteísmo ou ausência ao trabalho, ainda é um grande desafio para os pequenos e médios empresários.
Segundo pesquisas realizadas, os motivos que levam o trabalhador ao absenteísmo são os mais variados possíveis, porém, dois deles nos chamam atenção: Drogas e Alcoolismo.
Em 2004, uma pesquisa com as maiores empresas de Feira de Santana indicava um absenteísmo médio de 2,7%. Agora em 2005, pesquisamos 07 empresas, e o índice caiu para 1,66%, isso indica que as organizações se atentaram para o fato e buscaram alternativas para reduzir tal índice.
O volume de massa salarial desperdiçada com o absenteísmo é preocupante, esse foi um dos tópicos mais bem analisados no curso de Administração da Faculdade de Tecnologia e Ciência de Feira de Santana na disciplina OSM ( Organização, Sistemas e Métodos). Simulando uma organização com 100 funcionários, trabalhando 08 horas/dia, 22 dias/mês é igual a 17.600 horas disponíveis.
Se ao final do mês for contabilizado um absenteísmo de 850 horas, o índice será de 4,83%.
Mais crítico ainda: se o valor/hora médio de trabalho dessa organização for de R$6,00,
teremos um prejuízo direto de R$5.100,00, mais encargos estimados em 48%, teremos um prejuízo total de R$7.548,00/mês, no ano teremos R$90.576,00. Nesses cálculos não incluímos outras variáveis de despesas que afetam diretamente o empresário.
Exemplo: a falta de um funcionário poderá acarretar o descumprimento da entrega de um pedido com data fatal em contrato!
O índice até então aceito pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) é de 1,5%, segundo confirmações fornecidas pelo colega Antonio Luiz Sampaio Gomes da Belgo de Feira de Santana.
Portanto, controlar apenas os índices não é tudo que se espera das organizações, e sim pesquisar as causas e administrá-las devidamente, tornando assim uma questão de cunho social.

Colaboração
Prof. Zocateli
FTC Feira de Santana
Secretário CIFS

 
 
 
 
Café palestra
Feed Back Curso

 

 

 

CIFS - Centro das Indústrias de Feira de Santana
Av. Deputado Colbert Martins da Silva, S/N - Tomba, Feira de Santana - Bahia, CEP: 44010-555
Copyright © 2007 - Todos os direitos reservados.
Criação: Agencia WF